Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/handle/123456730/299
metadata.dc.type: Dissertação
Title: As condições de trabalho dos médicos no serviço público do Estado da Bahia
metadata.dc.creator: Rodrigues, Joana Rêgo Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Borges, Ângela Maria Carvalho
metadata.dc.contributor.referee1: Pitta, Ana Maria Fernandes
metadata.dc.contributor.referee2: Pinto, Isabela Cardoso de Matos
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa se propôs a estudar eventuais expressões empíricas do debate conceitual da precarização social do trabalho no serviço público de saúde do Estado da Bahia. Nesta perspectiva, o estudo objetivou descrever e analisar as condições de trabalho dos médicos que laboram nas instituições de saúde do Estado, na região metropolitana de Salvador, buscando compreender em que medida essas condições compõem uma das dimensões do fenómeno mencionado. Metodologicamente, a dissertação foi dividida em duas etapas; na primeira, precedeu-se a analise quantitativa das condições de trabalho dos médicos servidores públicos, vinculados diretamente à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB), a partir de um tratamento estatístico aos dados secundários obtidos através do questionário constante da pesquisa “Perfil da morbidade e fatores subjacentes às licenças médicas de servidores públicos da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia”, financiada pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Bahia – FAPESB e realizada pela equipe do Instituto de Saúde Coletiva – ISC da Universidade Federal da Bahia, em 2013. A segunda etapa consiste numa pesquisa qualitativa, realizada por meio de entrevistas semi-estruturadas, com médicos titulares de modalidades contratuais diversas com o Estado. Buscou-se investigar a percepção subjetiva desses médicos sobre suas condições de trabalho e os desdobramentos em suas vidas pessoais e motivação para o trabalho. Os resultados também foram apresentados separadamente: os dados quantitativos, contrariando o que era esperado inicialmente, não conduziram a um quadro consistente de precariedade das condições de trabalho, embora parte não desprezível da amostra tenha destacado aspectos negativos acerca de sua atividade; já analise realizada a partir da visão dos sujeitos envolvidos, destacou efetivamente a precarização das condições de trabalho, traduzidas através da deficiência no ambiente fisico laboral, da sobrecarga de trabalho, da diminuição do grau de autonomia, dos problemas nas relações interpessoais e na violência dada na relação profissional-usuário, além do desgaste profissional. O diagnostico das condições de trabalho oferece contribuições basilares para construção de estratégias de enfrentamento desses problemas que, em larga medida, impacta também no desempenho da prestação dos respectivos serviços públicos de saúde.
Abstract: This research studied the working conditions of doctors who work in the public service of the State of Bahia, in the perspective of analysis in the empirical framework of the more general scenario of social labor precariousness that affects the medical category. The study aimed to describe and analyze the working conditions of doctors who work in state health institutions in the metropolitan region of Salvador, seeking to put in evidence and understand to what extent they make up one of the dimensions of that precariousness. Methodologically, this dissertation was divided into two stages; the first, preceded the quantitative analysis of the working conditions that doctors allocated in the public health service face, bound directly to Bahia State’s Health Secretariat (SESAB), from a statistical analysis of secondary data obtained through constant research questionnaire "Profile of morbidity and factors underlying medical license of civil servants from the Health’s Secretary of the State of Bahia", funded by the Support Research Foundation of Bahia State - FAPESB and made by the staff of the Public Health Institute - ISC from Federal University of Bahia, in 2013. The second stage consisted in a qualitative research, where, through semi-structured interviews conducted in the first half of 2006, we sought to investigate the subjective perception of doctors who also work in the public service of the State, regardless the type of contract, on their working conditions. At this stage, it sought to further understand the impact of these conditions on personal life and motivation to work of these professionals. The results were also presented separately: the quantitative data have not led to a consistent framework of precarious working conditions, though not negligible part of the sample has highlighted negative aspects about their activity; the analysis carried out from the perspective of the subjects involved, effectively highlighted the precarious working conditions, translated empirically by: disabilities in the labor physical environment, work overload, decreased degree of autonomy, problems in interpersonal relationships and violence in the professional-patient relationship, in addition to professional wear. The diagnosis of working conditions offers contributions in order to build strategies to face this problem, which to some extent, also impacts the performance of the of public health services.
Keywords: Médico - Condições de trabalho
Doctors - Working conditions
Sociologia do trabalho
Sociology of Work
Saúde pública – Condições de trabalho
Public Health - Working conditions
metadata.dc.subject.cnpq: Sociais e Humanidades
Multidisciplinar
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Catolica de Salvador
metadata.dc.publisher.initials: UCSAL
metadata.dc.publisher.department: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
metadata.dc.publisher.program: Políticas Sociais e Cidadania
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/123456730/299
Issue Date: 26-Jun-2016
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOANA REGO SILVA RODRIGUES.pdf2.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.