Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/handle/123456730/88
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Relação escola e famílias homoafetivas: visão de discentes de licenciatura em pedagogia
metadata.dc.creator: Silva, Carmedite Moreira Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Castro, Mary Garcia
metadata.dc.contributor.referee1: Messeder, Suely Aldir
metadata.dc.contributor.referee2: Costa, Lívia Alessandra Fialho da
metadata.dc.description.resumo: Esta é uma pesquisa de natureza qualitativa e exploratória realizada em uma Universidade pública do interior do Estado da Bahia. O objetivo principal foi conhecer a visão de estudantes concluintes do Curso de licenciatura em Pedagogia sobre o relacionamento da escola com famílias homoafetivas a partir e como objetivos específicos foram definidos: Identificar as contribuições do Curso, voltadas para a prática docente na lida com famílias homoafetivas; Verificar se foram fornecidos a essas (es) discentes componentes curriculares que abordassem o tema em questão; se houve acesso a documentos produzidos sobre questões concernentes ao tema em estudo e apresentar a opinião das (os) discentes voltada para contribuição ao Curso de Licenciatura, no que se refere a subsidiar a formação para lidar com famílias homoafetivas no espaço escolar. Participaram do estudo cinco formandas(os) da mulheres e homens com idades entre 20 e 50 anos. Para tanto a coleta de dados baseou-se em entrevistas semiestruturadas, através de um roteiro, contendo na primeira parte dados referentes à caracterização da amostra e na segunda, questões baseadas nos objetivos da pesquisa. Os dados foram analisados considerando a técnica de análise de conteúdo de onde emergiram categorias e subcategorias, analisadas no estudo e através das quais foi possível apresentar os seus resultados. No que se refere à visão das (os) discentes sobre a relação escola e famílias homoafetivas, destacouse nos depoimentos, a existência do preconceito velado e/ou explicito da escola bem como o despreparo das(os) professoras(es) . Encontramos também como resultado que o curso em questão pouco ou nada contribuiu para a prática profissional na lida com famílias homoafetivas na escola, pois não contemplam a discussão da questão durante a formação universitária havendo uma espécie de “negação” dessa abordagem, através da invisibilidade do tema. A superficialidade da abordagem dos documentos oficiais que tratam da questão durante o Curso foi notadamente declarada pelas (os) discentes. Nos depoimentos foram apresentadas como contribuição para que o Curso possa efetivamente contribuir para a prática profissional no que concerne ao preparo para lidar com famílias homoafetivas na escola as (os) formandas (os) reportaram- se à inclusão de componentes curriculares que contemplem a questão da homoparentalidade/ homoafetividade, destacando que a complexidade do tema exige a interface com variadas áreas do conhecimento. Ressaltamos que embora as (os) discentes participantes deste estudo tenham declarado que o Curso pouco suporte ofereceu à sua prática profissional, já são docentes, e como tal, representam uma parcela da escola, o que pode indicar mudanças efetivas nas suas posturas ao lidar com as diversidades e, em especial, no relacionamento com famílias homoparentais/homoafetivas. Assim, no entendimento que não se pode esgotar essa temática, dada a dinâmica da ciência e da sociedade em constantes mudanças, esperamos suscitar discussões e reflexões que possam contribuir para impulsionar novas pesquisas.
Abstract: This research is a qualitative and exploratory, held in a public university in the state of Bahia, aiming at knowing the vision of (the) students on the school's relationship with gays families, and specific, we define: Identify contributions of the course, focused on teaching practice in dealing with gays families; Check if these were provided (s) students curriculum components that addressed the subject in question if there was access to documents produced on issues pertaining to the topic under study and present the opinion of (the) students, aimed at contributing to the Degree Course in relation to subsidize the training to deal with gays families in professional practice. Participants were five students’ graduates (the), Course of Pedagogy having as conditions for such participation, are graduates of the Bachelor of Education at 2011.1, women and men aged between 20 and 50 years. For both the data collection was based on semi-structured interviews through a script, the first part containing data on the characterization of the sample and the second, questions based on the research objectives. Data were analyzed considering the technique of content analysis, in which categories and subcategories, analyzed in the study and through which it was possible to present their results. With regard to the vision of (the) students on the relationship between school and gays families, stood out in the statements, the existence of prejudice veiled or explicit school. We also found that the course and outcome in question did not contribute to professional practice in dealing with gays families in school therefore do not address the issue during the discussion of teacher education, with a kind of "denial" of this approach by stealth theme. The superficiality of the approach of the documents dealing with the issue was markedly during declared by (the) students. In testimony presented as suggestions to help with the course in order to equip (the) students for professional practice, with regard to preparation for dealing with gays families the school (the) trainees (the) reported the inclusion of components curricular activities that address the issue of homoparenthood, highlighting the complexity of the issue and requires interfacing with different fields of knowledge. We emphasize that although (the) students participating in this study have stated that the course offered little support in their professional practice, are already teaching, and as such, represent a portion of the school, which may indicate real changes in their attitudes in dealing with the diversity and, in particular, same-sex relationships with gays families. Thus, the understanding cannot be exhausted this subject, given the dynamics of science and society in constant change, we hope to raise discussion and reflection that can help fuel further research.
Keywords: Famílias homoafetivas
Escola
Licenciatura em pedagogia
Saberes docentes
gays Families
School
Professional practice
metadata.dc.subject.cnpq: Sociais e Humanidades
Multidisciplinar
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Catolica de Salvador
metadata.dc.publisher.initials: UCSAL
metadata.dc.publisher.department: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
metadata.dc.publisher.program: Família na Sociedade Contemporânea
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/handle/123456730/88
Issue Date: 27-Feb-2012
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carmedite Moreira Santos Silva.pdfRelação escola e famílias homoafetivas: visão de discentes de licenciatura em pedagogia1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.