Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/handle/prefix/722
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Perfil epidemiológico da sífilis congênita no estado da Bahia no período de 2007 a 2013
metadata.dc.creator: Alves, Maiana Matos
metadata.dc.contributor.advisor1: Martins, Maísa Mônica Flores
metadata.dc.contributor.referee1: Martins, Maísa Mônica Flores
metadata.dc.contributor.referee2: Carvalho, Danuza Jesus Mello de
metadata.dc.contributor.referee3: Gomes, Fabiane Soares
metadata.dc.description.resumo: Identificar o perfil epidemiológico da sífilis congênita e sua vulnerabilidade no estado da Bahia no período de 2007 a 2013. Metodologia: Trata-se de um estudo de caráter descritivo, exploratório, a partir de dados secundários do Sistema de Informação de Agravo de Notificação (SINAN). A população foi constituída de todos os indivíduos que foram notificados e confirmados com sífilis congênita no estado da Bahia, no período de 2007 a 2013. Foram calculados frequências relativas das seguintes variáveis: sexo, raça/cor, realização do pré-natal, momento do diagnóstico, classificação final dos casos e evolução dos casos. Resultados: O estudo evidenciou que no estado da Bahia foram notificados e confirmados no SINAN 2.290 casos de sífilis congênita, no período de 2007 a 2013. Observase que as mães das crianças que foram diagnosticadas com sífilis congênita, 59,5% realizaram pré-natal, 35,1% obtiveram o diagnóstico durante o pré-natal, e mais de 90% foram classificadas como sífilis congênita recente. Conclusão: Verifica um aumento significativo dos casos de sífilis congênita no período de 2007 a 2012, denotando a necessidade do planejamento e implementação de ações e estratégias voltadas para a redução de casos da doença no estado da Bahia.
Abstract: To identify the epidemiological profile of congenital syphilis and its vulnerability in the state of Bahia from 2007 to 2013. Methodology: This is a descriptive, exploratory study, based on secondary data from the Notification of Invalidity Information System (SINAN). The population was composed of all individuals who were notified and confirmed with congenital syphilis in the state of Bahia, from 2007 to 2013. Relative frequencies of the following variables were calculated: sex, race / color, prenatal Diagnosis, final classification of cases and evolution of cases. Results: The study evidenced that in the state of Bahia, 2,290 cases of congenital syphilis were reported in SINAN in the period 2007 to 2013. It was observed that mothers of children diagnosed with congenital syphilis, 59.5% , 35.1% had a diagnosis during prenatal care, and more than 90% were classified as recent congenital syphilis. Conclusion: There is a significant increase in cases of congenital syphilis in the period 2007 to 2012, indicating the need to plan and implement actions and strategies aimed at reducing cases of the disease in the state of Bahia.
Keywords: Sífilis Congênita
Perfil Epidemiológico
Saúde Pública
Syphilis Congenital
Health Profile
Public Health
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde
Enfermagem
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Catolica de Salvador
metadata.dc.publisher.initials: UCSAL
metadata.dc.publisher.department: Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/handle/prefix/722
Issue Date: 13-Jun-2017
Appears in Collections:Fisoterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCCMAIANAALVES.pdf544.27 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.