Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/handle/prefix/723
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Atuação da enfermeira obstetra na assistência ao parto: uma revisão de literatura
metadata.dc.creator: Veloso, Lanna Cristina de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: Mendes, Fernanda Cardeal
metadata.dc.contributor.referee1: Mendes, Fernanda Cardeal
metadata.dc.contributor.referee2: Martins, Maísa Mônica Flores
metadata.dc.contributor.referee3: Santos, Sélton Diniz dos
metadata.dc.description.resumo: No Brasil o modelo de assistência ao parto está fortemente relacionado à atuação do médico e a maioria dos partos são realizados em ambiente hospitalar, onde se tem um percentual elevado de cesariana. A inserção de enfermeiras obstétricas (EO) na assistência ao parto, promove o parto normal e pode favorecer em uma atenção mais qualificada. Objetivo: descrever o processo de conquista da autonomia profissional da enfermeira obstétrica na assistência ao parto. Metodologia: caracteriza-se por ser uma revisão de literatura de caráter descritivo. Elaborada através de dados coletados da base de dados: SciELO (ScientificElectronic Library Online), LILACS (Literatura Latino-Americana em Ciências de Saúde), e Lei do exercício profissional, com o corte temporal de 2009 a 2014. Resultados: Os resultados encontrados mostram que a autonomia da enfermeira obstétrica pressupõe a capacidade de empoderamento, conhecimento teórico baseado nas melhores evidencias cientificas disponíveis, habilidades praticas com competência e proatividade para tomada de decisões. Conclusão: conclui-se que quando há o reconhecimento, confiança e valorização do trabalho da EO, a profissional passa a atuar e demonstrar mais autonomia em sua assistência à parturiente.
Abstract: In Brazil, the model of childbirth care is strongly related to the physician's performance and the majority of deliveries are performed in a hospital setting, where a high percentage of cesarean sections are present. The insertion of obstetrical nurses in childbirth care promotes normal delivery and may favor more qualified care. Objective: to describe the process of conquering the professional autonomy of the obstetric nurse in childbirth care. Methodology: characterized by being a literature review of a descriptive nature. Elaborated through data collected from the database: SciELO (ScientificElectronic Library Online), LILACS (Latin American Literature in Health Sciences), and Law of professional practice, with the temporal cut from 2009 to 2014. Results: The results show that the autonomy of the obstetric nurse presupposes the capacity for empowerment, theoretical knowledge based on the best scientific evidence available, practical skills with competence and proactivity for decision making. Conclusion: it is concluded that when there is recognition, confidence and valorization of the work of the EO, the profession starts to act and demonstrate more autonomy in her assistance to the parturient.
Keywords: Saúde da mulher
Autonomia
Enfermagem obstétrica
Assistência ao parto
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde
Enfermagem
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Catolica de Salvador
metadata.dc.publisher.initials: UCSAL
metadata.dc.publisher.department: Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/handle/prefix/723
Issue Date: 12-Jun-2017
Appears in Collections:Fisoterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCCLANNAVELOSO.pdf215.8 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.